PROSTATITE – Sintomas, Causas e Tratamento

Diagnóstico da prostatite aguda

Vamos falar um pouquinho sobre cada uma delas.

Como vocês já puderam notar, muitos dos sintomas da prostatite crônica são semelhantes aos da cistite (infecção da bexiga), podendo causar alguma confusão no diagnóstico (leia: INFECÇÃO URINÁRIA | CISTITE | Sintomas e Tratamento). É importante saber que nos homens adultos e/ou jovens a cistite é uma infecção pouco comum, devendo a prostatite ser sempre uma das hipóteses diagnósticas nos pacientes do sexo masculino com sintomas semelhantes aos de uma infecção urinária.

O diagnóstico é feito através da avaliação conjunta do sinais clínicos e do toque retal, que demonstram uma próstata dolorosa ao exame. Assim como na infecção urinária, a urocultura serve para identificar a bactéria responsável pela infecção (leia: EXAME UROCULTURA | Indicações e como colher). O exame simples de urina (EAS) costuma apresentar piócitos na urina (pus) e sangramento microscópico (leia: EXAME DE URINA | Entenda seus resultados).

Neste texto vamos abordar os diferentes tipos de prostatites, abordando suas causas, sintomas e opções de tratamento.

Dr. Pedro Pinheiro &#x25B8 21 Julho 2018

A síndrome da dor pélvica crônica é um diagnóstico de exclusão, ou seja, só pode ser dado depois que se descartam a prostatite bacteriana e outras causas para dor pélvica como tumores, infecções urinárias, hemorroidas e doenças testiculares.

A prostatite aguda pode ocorrer tanto em homens jovens quanto em idosos e os seus principais sintomas incluem:

A síndrome da dor pélvica crônica é uma síndrome que cursa com sintomas urológicos e desconforto na região pélvica. O termo síndrome da dor pélvica crônica é mais correto que prostatite não bacteriana crônica, porque muitas vezes não há envolvimento da próstata no quadro, apesar dos sintomas serem sugestivos de prostatite crônica.

  • Pene
  • Scroto (attorno i testicoli)
  • Tra lo scroto e l’ano
  • Basso addome
  • Bassa Schiena

Dopo aver eseguito il test, è stato rilevato che i roditori con iperplasia prostatica benigna, cui è stato somministrato solo il vettore presentavano la stessa espressione della cIAP-1 e della cIAP-2 e un incremento di NAIP e survivina.

I sintomi della prostatite cronica vanno e vengono e spesso sono riconoscibili in:

L’associazione Serenoa, Selenio e Licopene si è infine dimostrata più efficace nel favorire l’apoptosi nelle cavie con ipertrofia prostatica e nel ridurre l’iperplasia e il peso della prostata.

Lo studio ha dimostrato e messo in evidenza che l’espressione delle IAP rappresentano un valido campo di ricerca per approfondimenti farmacologici sull’ipertrofia prostatica benigna.

Ci sono sostanzialmente vari tipi tipi di prostatite, ognuno dei quali ha propri sintomi specifici:

Dal punto di vista fitoterapico, combinare la Serenoa Repens (Ser) con altre sostanze naturali quali il licopene (Ly) e il Selenio (Se) favorisce una maggiore efficacia terapeutica in caso di ipertrofia prostatica.

1 Schauer, I.G.; Rowley, D.R. The functional role of reactive stroma in benign prostatic hyperplasia. Differentiation 2011, 82, 200–210;

Le cavie che hanno invece ricevuto, isolatamente, Serenoa, Selenio o Licopene, hanno mostrato un aumento nell’espressione di caspasi-3 e una riduzione nell’espressione di NAIP e survivina. L’azione del licopene ha avuto maggior effetto rispetto a quella della serenoa e del selenio (4).

You Might Also Like